Relatório sobre o evento "Diálogo entre enfermeira, profissionais de saúde e movimento de mulheres negras: direitos sexuais e reprodutivos"

Isabel CF da Cruz, Maria Antonieta Rubio Tyrrell

Resumo


Os dados sociais mostram desigualdades salariais e sociais. Igualmente, os dados epidemiológicos mostram que as mulheres negras têm as mais altas taxas de mortalidade decorrente de condições preveníveis como: pressão alta, câncer, diabetes, distúrbios reprodutivos, entre outras. Os dados epidemiológicos revelam que no ponto do cuidado as mulheres negras vivenciam nas relações interpessoais o racismo na forma de viés implícito, assim como o sexismo e o patriarcalismo, dentre outras ideologias opressivas, vivenciado pelas demais mulheres. Encaminhamento: MOÇÃO DE APOIO AO MOVIMENTO DAS MULHERES NEGRAS PELA SAÚDE 



Palavras-chave


Enfermagem; Direitos sexuais e reprodutivos; Mulheres Negras; Movimento social; feminismo negro; saúde da mulher

Texto completo:

HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo