Política Nacional de Saúde Integral da População Negra-PNSIPN: interfaces com a enfermeira e sua equipe quanto aos desafios na superação do racismo no encontro clínico .

ISABEL CF da CRUZ

Resumo


Uma vez que a PNSIPN tem como marca o “reconhecimento do racismo, das desigualdades étnico-raciais e do racismo institucional como determinantes sociais das condições de saúde”, por conseguinte, o principal objetivo da PNSIPN é “promover a saúde integral da população negra, priorizando a redução das desigualdades étnico-raciais, o combate ao racismo e à discriminação nas instituições e serviços do SUS

Isto posto, considerando o processo de trabalho da enfermeira, no que se refere à PNSIPN, impõe-se uma intervenção para a enfermeira e suas instituições profissionais:

- (7970) monitoramento da política de saúde (Nursing Interventions Classification [NIC), 4th edition)

No que se refere à pessoa/população negra, segundo a PNSIPN, impõe-se um diagnóstico para a enfermeira no ponto do cuidado de saúde:

- (00174) Risco de dignidade humana comprometida (NANDA 2018-2020, 2018).

No que se refere à pessoa/população negra, segundo a PNSIPN, impõem-se resultados para a enfermeira no ponto do cuidado de saúde:

- indicador de melhoria na comunicação paciente-enfermeira

- indicadores de Direitos Humanos, tais como não discriminação, participação, resolutividade e equidade.

- indicadores de Cuidado Centrado na Pessoa


Palavras-chave


Enfermagem; ensino clínico; racismos; determinantes sociais da saúde; equidade

Texto completo:

HTML

Referências


PORTO ALEGRE. Elaine Oliveira Soares. Sms (Org.). “Olhares sobre a equidade em saúde: elementos acerca da Implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra em Porto Alegre”. Porto Alegre, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2018.

Bernardino-Costa, Joaze, & Grosfoguel, Ramón. (2016). Decolonialidade e perspectiva negra. Sociedade e Estado, 31(1), 15-24. https://dx.doi.org/10.1590/S0102-69922016000100002

Silva Simone Santana da, Assis Marluce Maria Araújo, Santos Adriano Maia dos. ENFERMEIRA COMO PROTAGONISTA DO GERENCIAMENTO DO CUIDADO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: DIFERENTES OLHARES ANALISADORES. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2017 [cited 2018 Nov 12] ; 26( 3 ): e1090016. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072017000300307&lng=en. Epub Aug 17, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017001090016.

Batista Luis Eduardo, Barros Sônia. Enfrentando o racismo nos serviços de saúde. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2017 [cited 2018 Nov 12] ; 33( Suppl 1 ): e00090516. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2017001300302&lng=en. Epub May 08, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00090516.

Bandurka, J et al Olhares de enfermeiros gestores da atenção primária à saúde sobre uma política de saúde equitativa. Rev Enferm UFSM 2017 Abr./Jun.;7(2). Disponível em https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/downloadSuppFile/26742/14089

Lima, Luciana Leite, & D’Ascenzi, Luciano. (2017). O papel da burocracia de nível de rua na implementação e (re)formulação da Política Nacional de Humanização dos serviços de saúde de Porto Alegre (RS). Revista de Administração Pública, 51(1), 46-63. https://dx.doi.org/10.1590/0034-7612145223

Brasil - Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde. Indicadores de Vigilância em Saúde descritos segundo a variável raça/ cor, Brasil. Volume 48 N° 4, 2017. Disponível em http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/fevereiro/17/Indicadores-de-Vigilancia-em-Saude-descritos-segundo-ra--a-cor.pdf

BRASIL, Caroline dos Santos; FAGUNDES, Marcia Cristina; ALMEIDA, Tânia. O ATENDIMENTO À SAÚDE DAS MULHERES NEGRAS:: RELATO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM DO RIO DE JANEIRO. In: REUNIÃO ORDINÁRIA DO CTSPN - SMS-RJ, 8., 2018, Rio de Janeiro. Ata. Rio de Janeiro: Sms-rj, 2018. v. 1, p. 1 - 2.

Souza, Alessandra da Silva, & Abreu-Rodrigues, Josele. (2007). Autoconhecimento: contribuições da pesquisa básica. Psicologia em Estudo, 12(1), 141-150. https://dx.doi.org/10.1590/S1413-73722007000100017

CRUZ, Isabel CF da. 16ª Conferência Nacional de Saúde e os Impactos do Racismo na Saúde da População Negra: Formação para desconstrução dos determinantes sociais em saúde.Boletim NEPAE-NESEN, [S.l.], v. 15, n. 1, nov. 2018. ISSN 1676-4893. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2018.

CRUZ, Isabel CF da. Anotações sobre como os profissionais de saúde podem desconstruir o racismo institucional dirigido à população negra no SUS. Boletim NEPAE-NESEN, [S.l.], v. 13, n. 2, oct. 2016. ISSN 1676-4893. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


BNN - ISSN 1676-4893 

Boletim do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre as Atividades de Enfermagem (NEPAE)e do Núcleo de Estudos sobre Saúde e Etnia Negra (NESEN).